Páginas Principal > Passeio à Descoberta das Ruas > Uma Passeata pelas Ruas de Macau > Amor à Lei Básica de Macau > Porta do Cerco

Porta do Cerco

 As antigas Porta do Cerco, situadas a meio da “Haste de Lótus” (actualmente, a meio do Istmo de Ferreira do Amaral), foram construídas pelo governo da Dinastia Ming em 1574. Era um portão de entrada para a cidade de estilo chinês com três andares, chamado “Guan Zha Men”. Era aberto regularmente e onde os oficiais e os soldados se guarneciam. As antigas Portas do Cerco foram o mais importante reduto de passagem entre a região de Macau e a China Continental, assumindo uma importância extraordinária a nível militar e económico. Em 1849, as forças Portuguesas estenderam-se mais para norte das antigas Porta do Cerco, e construíram, em 1871, no local onde ficam as actuais Porta do Cerco, um grande portão de estilo ocidental semelhante ao “ Arco do Triunfo”, que se mantém até agora. Contudo, as antigas Porta do Cerco foram demolidas pelo governo português, restando apenas uma placa em pedra com os caracteres “Guan Zha Men”, exposta no actual edifício do IAM.  

Endereço: Praça das Portas do Cerco, Macau
Paragem mais próxima: M1  Portas do Cerco / Termina, M9  Praça das Portas do  Cerco
Próximo local: 10 minutos por caminhar

Informação detalhada
Istmo de Ferreira do Amaral (Avenida das Portas do Cerco) e Portas do Cerco
Porta do Cerco