Templo de Pou Chai

    O Templo de Pou Chai, situado na Avenida do Coronel Mesquita, está intimamente associado a vários intelectuais de vulto e contém uma colecção de obras de pintores famosos como Gao Jianfu e Guan Shanyue, da conceituada Escola de Lingnan, que ali fizeram estadias breves, bem como caligrafias de letrados famosos da China como Zhang Taiyan e Chen Yue. No campo das letras, há apelos do poeta-monge Shi Jishan, reclamando o derrube da dinastia Qing e o retorno da Ming, escritos durante a sua estadia no templo, e também poemas de Zheng Zheyuan, do condado de Xiangshan e de Zheng Tianjian, um antigo prefeito de Zhongshan. Em 1949, Shang Yanliu, que se classificara em 4º lugar no exame imperial em 1904, esteve em Macau com o seu filho, Shang Chengzuo, expressamente para visitar o Templo de Pou Chai. Durante a 2ª Guerra Sino-japonesa Zheng Zheyuan, do condado de Xiangshan, também visitou o templo, que nessa época possuía um amplo pátio traseiro que oferecia esplêndidas paisagens da China ao longe.
 
Endereço: Largo da Cordoaria, n.o  6A, Macau
Rede de autocarros: 12、17、18、23、28C(Kun Iam Tong)5、5X、22、25、25X(Edifício Sunny View Garden)
Próximo local: 8 minutos por caminhar

Informação detalhada
Shi Jishan e Outros no Templo de Pou Chai
Templo de Pou Chai