Igreja de São Paulo

    A Igreja de São Paulo, também conhecida por Igreja da Madre de Deus foi construída entre 1602 e 1637 tendo sido destruída por um grande incêndio em 1835, do qual apenas restou a sua fachada, que ainda se ergue na encosta ocidental da Colina do Monte e é hoje o ex-libris de Macau.

    Durante a dinastia Qing, Yin Guangren, o Comissário para os Assuntos Civis e Defesa Marítima do governo de Guangzhou, incluiu a Igreja de São Paulo nas “Dez (Melhores) Paisagens de Macau”, a qual descreveu no seu poema intitulado “Toque de Alvorada dos Sinos da Igreja de São Paulo”.
 
    De todos os poetas inspirados pela Igreja de São Paulo, o mais intimamente ligado a ela terá sido Wu Yushan, da dinastia Ming, natural do condado de Changshu, na província de Jiangsu, que chegou a Macau em 1681, para estudar três anos no Colégio de São Paulo a fim de se tornar missionário.
 
    De todos os poetas que passaram temporadas em Macau, Tang Xianzu, um oficial da dinastia Ming caído em desgraça e desterrado para Guangdong, e também um dramaturgo, autor da famosa ópera chinesa “O Pavilhão da Peónia”, visitou a Igreja de São Paulo muito antes de Wu Yushan.
 
Endereço: Largo da Cordoaria, n.o  6A, Macau
Rede de autocarros: 8、8A、26
Próximo local: 2 minutos por caminhar

Informação detalhada
Laços Poéticos entre Tang Xianzu, Wu Yushan e a Igreja de São Paulo
Igreja de São Paulo