Rua do Gamboa

A Rua do Gamboa localiza-se na Freguesia de São Lourenço, começando na Rua da Alfândega e terminando na Rua das Lorchas. É uma rua de cimento na direcção Noroeste-Sudeste, com cerca de 230 metros de extensão e quase 3 metros de largura. A primeira ocasião em que há registo da mesma foi no “Boletim Oficial do Governo da Província de Macau e Timor” de 26 de Julho de 1869. O nome chinês da rua, “yem (夜呣)” refere-se a um tipo de monstros das lendas populares, e o seu nome português, “Gamboa”, é proveniente do nome de um mercador português.
    Quando tinha trinta e tal anos, o referido mercador, nascido em Lisboa, Portugal, em 1754, com o nome completo “António José de Gamboa”, chegou à Ásia para fazer negócios de compra e venda de navios e de algodão, principalmente na Índia, Macau, entre outros locais. Entre 1793 e 1795, Gamboa foi Delegado do Procurador do Leal Senado de Macau.
    A área onde está situada a Rua do Gamboa foi o principal ponto de concentração dos armazéns oficiais do ópio. No final do século XIX e início do século XX, as pastas de ópio produzidas aqui já se tinham tornado um dos produtos fundamentais de exportação de Macau.
Preservando as suas características de antiguidade, a Rua do Gamboa é um beco bonito, cheio da simpatia e calor humano, com biscoitos de amêndoa deliciosos, lojas de sapatos artesanais de marcas históricas, portarias de tijolo clássicas, bem como edifícios residenciais de cinco ou seis andares.

Rua do Gamboa