Rua dos Mercadores

  O desenvolvimento da Península de Macau gira, historicamente, em torno da Rua dos Mercadores também chamada, pelos chineses, de "Rua Principal de Macau", "Rua de Macau" ou "Rua Principal".
  Em 1557, o governo da Dinastia Ming autorizou que os portugueses alugassem casas e vivessem em Macau. O local, onde primeiro se fixaram, foi a área em redor da Rua dos Mercadores e o Largo do Senado. Para protecção contra os piratas e para impedir que os portugueses ocupassem a nossa terra, os governos das dinastias Ming e Qing estabeleceram acampamentos e estacionaram tropas perto do Sam Kai Vui Kun (Templo de Kuan Tai); daí ser a rua conhecida também por "rua do acampamento", em chinês.

Rua dos Mercadores