Páginas Principal > Information > Informação Anterior > Forum do Auditório do Carmo 2015

Forum do Auditório do Carmo 2015

Cumprindo uma das suas missões, a de elevar o nível cultural da população, o IACM e o ICM irão organizar o “Forum do Auditório do Carmo 2015”, na Taipa, com o apoio da Hulu Culture. Estas instituições irão enviar os seus reputados especialistas para fazer várias palestras, e por isso o público está convidado a assistir.
 

Considerações sobre Duas Cidades

 

23.5.2015

Birdy Chu  14:00-15:40  Inscrição  Cantonês

Imagens de Macau

Birdy Chu é um fotógrafo veterano de Hong Kong que tem percorrido com olho crítico as ruas de Hong Kong e Macau em busca de documentos visuais da cultura indígena destes territórios. Na sua palestra, Birdy serve-se de uma gama de imagens típicas de rua para descrever as transformações de diferentes comunidades nestas duas cidades ao longo da última década.

 

Birdy Chu:

É um criativo em imagem e fotografia que aprendeu a sua arte em cursos de design gráfico na Universidade Politécnica de Hong Kong e em produções de cinema e vídeo e fotografia avançada no Canadá. Também trabalhou como fotojornalista, realizador de vídeo e conferencista. Em 2009 realizou no Canadá uma exposição individual, “Sobre Doze Cidades” e os seus trabalhos em vídeo foram finalistas nos Prémios da Bienal de Arte Contemporânea de Hong Kong em 2013.

 

 

Lee Chung Ming 15:50-17:30  Inscrição  Cantonês

Renovação de estilo arquitectónico

Macau e Hong Kong possuem ainda alguns edifícios com carácter histórico e que estão a ser alvo de restauro. Na sua palestra, o arquitecto Lee Chung Ming irá dissertar, na sua perspectiva de profissional, sobre a revitalização de edifícios históricos realizada nos útimos anos nestas cidades. O orador irá referir o redesenho arquitectónico de antigos matadouros, mercados, tribunais e estruturas residenciais de Macau, Hong Kong e Taiwan, pensado para realçar os seus inerentes valores humanísticos.

 

Lee Chung Ming:

Possui uma licenciatura em Arquitectura e um mestrado em Ciências de Conservação Arquitectónica pela Universidade de Hong Kong. É há muitos anos arquitecto profissional, consultor de património cultural e de conservacionismo em Hong Kong. Ao longo da sua carreira esteve envolvido em muitos projectos de conservação arquitectónica, restauro e reutilização adaptada naquela cidade, nomeadamente na remodelação da “Ala Este” e “Ala Principal” da antiga sede do governo colonial, nas modificações do antigo edifício do Supremo Tribunal, no restauro e conservação da “Viva Blue House” e ainda na revitalização da Aldeia Artística do Entreposto de Gado, na zona de To Kwa Wan de Hong Kong.

 

 

 

27.6.2015

Cho Man Wai  14:00-15:40  Inscrição  Cantonês

Uma Vida Bem Gozada

Cho Man Wai é um veterano dos media que se interessa sobremaneira por estudos folclóricos. Possuidor de vastos conhecimentos sobre parques de diversão e a cultura dos brinquedos, ele explora a história e os aspectos culturais do entretenimento desde o século passado, numa palestra que não deixará certamente de evocar gratas recordações de infância nos participantes.

 

Cho Man Wai:

Com o pseudónimo literário de “Siu Cho” (erva pequena), é uma figura algo nostálgica e um sério coleccionador de bric-a-brac erótico. Já trabalhou para as publicações “Modern Weekly”, “Ming Pao Weekly”, “City Magazine” e “Revista Esquire”, sendo autor de “Hong Kong Erotic History” (História do Erotismo em Hong Kong), “Whimsical bear Hit the Road Rush the World” (Urso Caprichoso Põe-se na Estrada e Roda o Mundo) e “Begins with the Heart” (Começa pelo Coração), além de ter co-compilado o “Hong Kong 101”

 

Cho Man Wai  15:50-17:30  Inscrição  Cantonês

Erótica Eterna

Ao longo dos anos, Cho Man Wai tem adquirido, em mercados de ocasião, uma enorme e variada colecção de artigos, objectos e fotografias eróticas e é autor de várias obras sobre o tema. Nesta palestra irá dissertar sobre a cultura erótica em Guangdong, Hong Kong e Macau a partir da sua visão, bem informada e pessoal.

 

Cho Man Wai:

Com o pseudónimo literário de “Siu Cho” (erva pequena), é uma figura algo nostálgica e um sério coleccionador de bric-a-brac erótico. Já trabalhou para as publicações “Modern Weekly”, “Ming Pao Weekly”, “City Magazine” e “Revista Esquire”, sendo autor de “Hong Kong Erotic History” (História do Erotismo em Hong Kong), “Whimsical bear Hit the Road Rush the World” (Urso Caprichoso Põe-se na Estrada e Roda o Mundo) e “Begins with the Heart” (Começa pelo Coração), além de ter co-compilado o “Hong Kong 101”

 

 

 

25.7.2015 

Chan Su Weng x Simon Go  14:00-15:40  Inscrição  Cantonês

Memória do Caixote do Lixo

Chan Su Weng é um perito em episódios históricos de Macau, e Simon Go um fotógrafo veterano de Hong Kong, que percorrem com frequência os bairros antigos em busca de objectos antigos que contem uma história. Nesta palestra irão partilhar a sua experiência de “caça ao tesouro”, explicando a maneira de ordenar os materiais e torná-los úteis.

 

Chan Su Weng:

Praticou jornalismo cultural durante muitos anos, dedicando-se há mais de 30 anos a estudos académicos sobre aspectos políticos, económicos e culturais e também aos costumes sociais de Macau. Os seus artigos já somam 5 milhões de palavras e é actualmente presidente da Comissão Executiva da Associação de História de Macau e da Associação para a Protecção do Património Histórico e Cultural de Macau.

 

Simon Go:

O fundador e director de projectos da “Cultura Hulu” (dedicada a proteger a cultura e património tradicional de Hong Kong) é formado pela Escola de Design da Universidade Politécnica de Hong Kong e tem experiência de fotojornalismo. Ao longo dos anos foi o curador de “Jantar em Lower Ngau Tau Kok Estate – Exposição de Despedida à Última Mudança para Habitação de Renda Pública” (2009), “Passeio HAD (Património x Artes x Design)” (2010), no Jockey Club de Hong Kong e publicou vários álbuns fotográficos sobre temas culturais de Hong Kong, nomeadamente “ Apotecários de Hong Kong: Uma História Visual das Embalagens da Medicina Chinesa”, “Memórias Eternas” e “Lojas Antigas de Hong Kong”.

 

 

Chan Hin Io x Simon Go  15:50-17:30  Inscrição  Cantonês

Em Busca de Lojas Antigas

O tema fotográfico das lojas antigas tem-se tornado popular e Chan Hin Io e Simon Ng dedicaram vários anos a captar imagens destes estabelecimentos históricos de Macau e Hong Kong, registando a sua evolução ao longo dos tempos. Na palestra irão partilhar a sua visão estética das lojas antigas, bem como dissertar sobre as estratégias de negócio adoptadas pelos proprietários (para sobreviver) reflectindo assim as vicissitudes por que passou a sociedade ao longo das últimas décadas.

 

Chan Hin Io:

Fotógrafo em regime freelancer em Macau e fotógrafo sénior nacional na China, já mostrou o que vale em muitas exposições na China e no estrangeiro, com trabalhos premiados ou finalistas, nomeadamente “Rio Morno, Água de Primavera” “Cais Pesqueiro Movimentado” e Condado Yuanyang 2003”. O Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais da RAEM apresentou uma exposição sua, na série documental “Fotografia de Bairros de Macau”, e o Museu de Arte de Macau coleccionou várias obras suas.

 

Simon Go:

O fundador e director de projectos da “Cultura Hulu” (dedicada a proteger a cultura e património tradicional de Hong Kong) é formado pela Escola de Design da Universidade Politécnica de Hong Kong e tem experiência de fotojornalismo. Ao longo dos anos foi o curador de “Jantar em Lower Ngau Tau Kok Estate – Exposição de Despedida à Última Mudança para Habitação de Renda Pública” (2009), “Passeio HAD (Património x Artes x Design)” (2010), no Jockey Club de Hong Kong e publicou vários álbuns fotográficos sobre temas culturais de Hong Kong, nomeadamente “ Apotecários de Hong Kong: Uma História Visual das Embalagens da Medicina Chinesa”, “Memórias Eternas” e “Lojas Antigas de Hong Kong”

 

 

 

22.8.2015 

Simon Go  14:00-15:40  Inscrição  Cantonês

A Extinção dos Estúdios de Fotografia

Numa década, a popularização da fotografia digital e dos telefones inteligentes tornou obsoletos os estúdios fotográficos tradicionais. Simon Ng, fotógrafo experimentado, sabendo que o seu fim era inevitável, dedicou vários anos a estudar os seus pressupostos culturais e a coleccionar muitas ‘fotos de estúdio’. Na palestra, irá dissertar sobre a cultura social subjacente aos antigos estúdios de fotografia, de um ponto de vista antropológico, ilustrando com fotos de família, de casamentos e de grupos estudantis, para dar uma panorâmica deste tipo de fotografia em vias de extinção.

 

Simon Go:

O fundador e director de projectos da “Cultura Hulu” (dedicada a proteger a cultura e património tradicional de Hong Kong) é formado pela Escola de Design da Universidade Politécnica de Hong Kong e tem experiência de fotojornalismo. Ao longo dos anos foi o curador de “Jantar em Lower Ngau Tau Kok Estate – Exposição de Despedida à Última Mudança para Habitação de Renda Pública” (2009), “Passeio HAD (Património x Artes x Design)” (2010), no Jockey Club de Hong Kong e publicou vários álbuns fotográficos sobre temas culturais de Hong Kong, nomeadamente “ Apotecários de Hong Kong: Uma História Visual das Embalagens da Medicina Chinesa”, “Memórias Eternas” e “Lojas Antigas de Hong Kong”

 

 

Alexis, Ip Ka Wai   15:50-17:30  Inscrição  Cantonês

Preservando a beleza das ruas

Fotomo, um passatempo que utiliza fotos para reproduzir em 3D miniaturas de edifícios e objectos, tem-se tornado ultimamente muito popular. Alexis Ip Ka Wai, um conceituado artista de Hong Kong e instrutor de fotomontagem, passou vários anos a deslocar-se entre Macau e Hong Kong, registando traços típicos das comunidades destes dois territórios. A partir dos registos fotográficos, e utilizando técnicas de colagem e modelagem, Ip obteve espantosas miniaturas em 3D de lojas e cenas urbanas. Na palestra irá partilhar as suas ideias, servindo-se da fotomo como meio de conhecer melhor e pessoalmente as transformações sociais.

 

Alexis, Ip Ka Wai:

Actualmente, professor de Artes Visuais do ensino secundário, Alexis, Ip Ka Wai é licenciado pela Escola Superior de Educação de Grantham (Grantham College). Estudou cerâmica e escultura sob a orientação de Eric Chan Kwok Kwong, Chan Chung Kong e Chu Tat Shing. Os seus trabalhos em FOTOMO, A Casa Azul,e em cerâmica, Memórias Antigas, foram seleccionados para a Bienal de Artes de Hong Kong, 2005. Ganhou o Prémio de Arte Contemporânea de Hong Kong 2009, com o trabalho em FOTOMO Imagem de Hong Kong, Rua Fa Yuen. As obras de Alexis, Ip Ka Wai fazem parte da colecção do Museu de Artes de Hong Kong e de colecções particulares.

 

 

 

Plan de Atribuição de Prémios

Com vista a encorajar os cidadãos a continuarem a participar e a estarem presentes nas conferências, todos os participantes terao oportunidade de obterem os seguintes prémios: *

 

1. Todos os cidadãos que participem em quaisquer conferências, terão 20% de desconto na aquisição das edições dos Serviços Culturais e Recreativos do IACM;

2. Aos que cheguem a participar em 8 sessões das conferências, é oferecido um aprimorado livro e um cupão de livros, no valor de MOP$100.00 e, ao mesmo tempo, ser-lhes-ão distribuídos um certificado pelo IACM e pelos órgãos de cooperação;

3. Aos que cheguem a participar em 10 sessões das conferências, além de obterem um livro e certificado acima referido, e podem tambem obter um cupão de livros, no valor de MOP$150.00;

4. Aqueles que tenham participado em 12 sessões, além de obterem o livro e o certificado acima referido, e podem tambem obter um cupão de livros, valor de MOP$250.00.

*O organizador reserva o direito de alterar o conteúdo da actividade sem aviso prévio aos participantes.Os funcionários dos Serviços Culturais e Recreativos do IACM não estão autorizados a participar nesta actividade.


Data de início :23/05/2015 14:00
Data do termo :22/08/2015 17:30
Local:Auditório do Carmo, Taipa
Telefones para informações:8394 3782, 2833 7676
Método de inscrição:Phone enrollment


Forum do Auditório do Carmo 2015